Fimec 2018

Curtumes aprovam 40ª Fimec

Curtumes aprovam 40ª Fimec

A 40ª edição da Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes) surpreendeu positivamente representantes do setor coureiro. Realizado entre os dias 15 e 17 de março na Fenac, em Novo Hamburgo/RS, o evento que reuniu toda a cadeia do couro e do calçado criou um ambiente de negócios classificado como ‘muito bom’ pelos curtumes expositores.

Diretor do Arte da Pele, Luiz Estevão Bocchi encerrou participação na feira satisfeito. “Tivemos significativa visitação. Apesar do difícil momento político e econômico, a circulação de compradores interessados foi superior a do ano passado em nosso estande”, destaca.
Mesma impressão teve Júlio Pimenta, da Couroquímica. “Atendemos muita gente e, inclusive, tivemos expressivo número de pedidos de amostras, sobretudo de países latino-americanos, com destaque para Uruguai, Argentina e Equador”, comenta.

Além de perceber a intensificação da presença de empresas de nações vizinhas, o gerente comercial do Curtume CBR, Ramon Petter, também notou aumento na visitação de empresas brasileiras na feira. “A Fimec é uma vitrine para os curtumes. Expusemos para os latinos em busca de um couro competitivo de qualidade e também para marcas calçadistas conceituadas do Brasil. Foi uma edição bastante proveitosa”, resume.

Nikolas Fuga, do Fuga Couros, lembra que o curtume participa há mais de 20 anos da Fimec. “Participamos sistematicamente porque acreditamos ser um evento que promove importantes encontros e reencontros no mercado”, diz.

Convidada do Projeto Comprador da Abrameq (Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins), Adriana Rios Vasquez, do Centro de Innovación Tecnológica del Cuero, Calzado e Industrias Conexas do Peru veio ao Brasil em busca de soluções para os curtumes e fábricas calçadistas locais. “O Brasil é referência. Temos, no Peru, 3700 fabricantes de calçados formais. Cinquenta por cento deles usam couro, mas os curtumes peruanos ainda não conseguem produzir peles ‘plena flor’ como o Brasil já o faz, por exemplo”, conta. “A Fimec sempre apresenta novidades, inovações, portanto participar do evento é uma forma de nos atualizarmos”, garante.

A Fimec é conhecida por agrupar expositores dos ramos de peles, máquinas, calçados, químicos e componentes de todo o Brasil.


Mais Notícias

13 Dez 2017

Fábrica Conceito apresentará sistema de automação para cal ...

CONTINUE LENDO
13 Dez 2017

42ª Fimec é sinônimo de tecnologia para calçadistas

Feira profissional acontece entre os dias 6 e 8 de março de 2018

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização