Fimec 2021

FCC apresenta lançamentos na FIMEC

TPU expandido, adesivo base água e EVA emborrachado são as apostas da indústria

FCC apresenta lançamentos na FIMEC

Sempre em sintonia com as necessidade da indústria calçadista, a FCC (Campo Bom/RS) tem em sua essência a busca por produtos e tecnologias que potencializem a produção e o desenvolvimento de calçados de alta qualidade e performance. Por isso, durante a 43ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes), que ocorre de 26 a 28 de fevereiro, na Fenac (Novo Hamburgo/RS), a empresa apresentará três lançamentos: TPU expandido, adesivo base água e EVA emborrachado.
 
O Poliuretano Termoplástico (TPU) expandido pode substituir o PVC, a borracha e o Poliuretano (PU) Derramado na injeção de solados. Processado em injetoras rotativas, possui vantagens no custo operacional e excelentes propriedades mecânicas. "Nunca ninguém havia conseguido fazer o TPU expandido em escala de produção, ele sempre foi um produto-conceito e nós conseguimos fazê-lo", explica o diretor de Negócios da FCC, Marcelo Garcia.
 
O know-how da empresa no segmento é vasto, já que a FCC atende 80% do mercado de TPU. "Conseguimos a estabilidade, a repetibilidade do produto no mercado, chegando à indústria calçadista padronizado", comenta Garcia.
 
Diferenciais do TPU expandido
O desenvolvimento do TPU expandido surgiu de uma necessidade da indústria calçadista por um material mais leve que a borracha, o PU e o TPU compacto. Dessa forma, é possível diminuir pela metade o peso do calçado, mantendo as mesmas propriedades: durabilidade, resistência à flexão e à abrasão. "Esperamos atingir o máximo de empresas que trabalham com PU e borracha, mostrando para eles que existem outras opções. Acreditamos que será usado onde se exija uma qualidade superior, como em calçados esportivos e calçados de segurança", salienta Filipe Schmitt, gestor de Inovação e Mercado da FCC.
 
O TPU expandido mantém propriedades mecânicas, melhora o conforto e economiza no processo produtivo. Uma de suas principais características é a leveza. Sua densidade é de 0,67 gr/cm³, enquanto o TPU normal tem uma densidade de 1,23gr/cm³. A abrasão também é superior: o PVC expandido tem abrasão de 500 mm³ e o TPU expandido abaixo de 100 mm³ e com o mesmo peso, ou seja, aumenta a durabilidade da peça.
 
Além dessas propriedades, o processo de colagem é mais simples, pois não é necessária a utilização de um primer, como no caso do PU e da borracha. "Há um ganho em torno de 30% em produtividade", frisa Schmitt. Outro diferencial expressivo do produto é que ele utiliza máquinas que o mercado já conhece, matrizes de PVC expandido, para fazer um calçado com mais qualidade e valor agregado. A máquina injetora rotativa reduz os ciclos e, consequentemente, os custos do processo. "Há investimento somente na matrizaria, pois muitos já têm maquinário e know-how para trabalhar com TPU expandido", pontua Schmitt.
 
 
Adesivo base água
Outro lançamento da FCC é o Adesivo Aquoso 4500. Trata-se de um adesivo base água monocomponente sem adição de isocianato. O adesivo aquoso 4500 atinge uma excelente performance com tecnologia de reticulação livre de isocianato.

Outra característica do produto é a menor temperatura de reativação. Neste adesivo, é possível trabalhar com uma temperatura entre 55 e 60°C, enquanto que, em alguns casos, como em adesivos base água monocomponente contendo isocianato bloqueado, precisa-se de uma temperatura de reativação mínima em torno de 70 ºC para atingir sua melhor performance.

Além disso, o produto não contém solventes, é menos nocivo e mais sustentável. Possui um rendimento 3 vezes maior do que um adesivo base solvente, oferecendo um ótimo custo-benefício.


EVA emborrachado
Por fim, o EVA emborrachado surge como uma excelente opção para as calçadistas que buscam mais conforto e qualidade. Schmitt explica que o EVA sempre foi um produto frágil em relação à deformação permanente e desgaste contra o piso. Por isso, buscaram deixar o EVA mais macio, diminuindo a sua dureza, mas sem perder propriedades. "O desafio era como fazer um EVA macio e confortável, com as mesmas qualidades", aponta.

No ano passado, a FCC conseguiu desenvolver um produto com as propriedades de um EVA convencional, mas que ainda demorava mais tempo para ser produzido. "Agora, evoluímos o produto e temos um EVA emborrachado que consegue produzir mais rápido do que um EVA convencional, ganhando em torno de 40% de produtividade na indústria. Isso significa que estamos fazendo um EVA mais nobre e mais rápido", frisa.

O EVA emborrachado tem ótima abrasão, tem boa deformação permanente, ótima flexão e o mesmo processo de colagem de um EVA tradicional.


Produto Inovador
Além dos lançamentos, a FCC apresentará um produto inovador com exclusividade para alguns clientes durante a Fimec. Trata-se de um sistema inédito de modificação de superfícies "É um sistema que estava sendo utilizado em outros mercados, que nós entendemos que poderia ser usado no mercado calçadista", explica o gerente de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação), Filipe Fagundes, que ressalta o pioneirismo da FCC: "Um dos vetores da FCC é facilitar a vida do cliente, então qualquer coisa que nós entendemos que possa atender a isso, estamos sempre antenados e buscando inovações".

Mais Notícias

02 Abr 2020

Governo adia para maio novo modelo de ICMS para empresas calç ...

Conversas para ajustes no texto do decreto foram paralisadas por causa da Covid-19. Prorrogação permite tempo para finalizar as alterações necess ...

CONTINUE LENDO
28 Mar 2020

Calçadistas se reinventam no combate ao coronavírus

Empresas catarinenses e gaúchas doam máscaras

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização