Fimec 2021

FCC apresenta novidades na Fimec

fcc fimec 2019

FCC apresenta novidades na Fimec

Sempre em sintonia com as necessidade da indústria calçadista, a FCC (Campo Bom/RS) tem em sua essência a busca por produtos e tecnologias que potencializem a produção e o desenvolvimento de calçados de alta qualidade e performance. Por isso, durante a 43ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes), que ocorre de 26 a 28 de fevereiro, na Fenac (Novo Hamburgo/RS), a empresa apresentará três lançamentos: TPU expandido, adesivo base água e EVA emborrachado.
 
O Poliuretano Termoplástico (TPU) expandido pode substituir o PVC, a borracha e o Poliuretano (PU) Derramado na injeção de solados. Processado em injetoras rotativas, possui vantagens no custo operacional e excelentes propriedades mecânicas. "Nunca ninguém havia conseguido fazer o TPU expandido em escala de produção, ele sempre foi um produto-conceito e nós conseguimos fazê-lo", explica o diretor de Negócios da FCC, Marcelo Garcia.
 
O know-how da empresa no segmento é vasto, já que a FCC atende 80% do mercado de TPU. "Conseguimos a estabilidade, a repetibilidade do produto no mercado, chegando à indústria calçadista padronizado", comenta Garcia.
 
Diferenciais do TPU expandido
O desenvolvimento do TPU expandido surgiu de uma necessidade da indústria calçadista por um material mais leve que a borracha, o PU e o TPU compacto. Dessa forma, é possível diminuir pela metade o peso do calçado, mantendo as mesmas propriedades: durabilidade, resistência à flexão e à abrasão. "Esperamos atingir o máximo de empresas que trabalham com PU e borracha, mostrando para eles que existem outras opções. Acreditamos que será usado onde se exija uma qualidade superior, como em calçados esportivos e calçados de segurança", salienta Filipe Schmitt, gestor de Inovação e Mercado da FCC.
 
O TPU expandido mantém propriedades mecânicas, melhora o conforto e economiza no processo produtivo. Uma de suas principais características é a leveza. Sua densidade é de 0,67 gr/cm³, enquanto o TPU normal tem uma densidade de 1,23gr/cm³. A abrasão também é superior: o PVC expandido tem abrasão de 500 mm³ e o TPU expandido abaixo de 100 mm³ e com o mesmo peso, ou seja, aumenta a durabilidade da peça.
 
Além dessas propriedades, o processo de colagem é mais simples, pois não é necessária a utilização de um primer, como no caso do PU e da borracha. "Há um ganho em torno de 30% em produtividade", frisa Schmitt. Outro diferencial expressivo do produto é que ele utiliza máquinas que o mercado já conhece, matrizes de PVC expandido, para fazer um calçado com mais qualidade e valor agregado. A máquina injetora rotativa reduz os ciclos e, consequentemente, os custos do processo. "Há investimento somente na matrizaria, pois muitos já têm maquinário e know-how para trabalhar com TPU expandido", pontua Schmitt.
 
 
Adesivo base água
Outro lançamento da FCC é o Adesivo Aquoso 4500. Trata-se de um adesivo base água monocomponente sem adição de isocianato. O adesivo aquoso 4500 atinge uma excelente performance com tecnologia de reticulação livre de isocianato.
 
Outra característica do produto é a menor temperatura de reativação. Neste adesivo, é possível trabalhar com uma temperatura entre 55 e 60°C, enquanto que, em alguns casos, como em adesivos base água monocomponente contendo isocianato bloqueado, precisa-se de uma temperatura de reativação mínima em torno de 70 ºC para atingir sua melhor performance.
 
Além disso, o produto não contém solventes, é menos nocivo e mais sustentável. Possui um rendimento 3 vezes maior do que um adesivo base solvente, oferecendo um ótimo custo-benefício.
 
EVA emborrachado
Por fim, o EVA emborrachado surge como uma excelente opção para as calçadistas que buscam mais conforto e qualidade. Schmitt explica que o EVA sempre foi um produto frágil em relação à deformação permanente e desgaste contra o piso. Por isso, buscaram deixar o EVA mais macio, diminuindo a sua dureza, mas sem perder propriedades. "O desafio era como fazer um EVA macio e confortável, com as mesmas qualidades", aponta.
 
No ano passado, a FCC conseguiu desenvolver um produto com as propriedades de um EVA convencional, mas que ainda demorava mais tempo para ser produzido. "Agora, evoluímos o produto e temos um EVA emborrachado que consegue produzir mais rápido do que um EVA convencional, ganhando em torno de 40% de produtividade na indústria. Isso significa que estamos fazendo um EVA mais nobre e mais rápido", frisa.
 
O EVA emborrachado tem ótima abrasão, tem boa deformação permanente, ótima flexão e o mesmo processo de colagem de um EVA tradicional.
 
 
Produto Inovador
Além dos lançamentos, a FCC apresentará um produto inovador com exclusividade para alguns clientes durante a Fimec. Trata-se de um sistema inédito de modificação de superfícies "É um sistema que estava sendo utilizado em outros mercados, que nós entendemos que poderia ser usado no mercado calçadista", explica o gerente de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação), Filipe Fagundes, que ressalta o pioneirismo da FCC: "Um dos vetores da FCC é facilitar a vida do cliente, então qualquer coisa que nós entendemos que possa atender a isso, estamos sempre antenados e buscando inovações".

Mais Notícias

13 Mar 2020

Entidades avaliam Fimec 2020 em Coletiva de Imprensa

Evento aconteceu na manhã desta quinta-feira (12), último dia de Fimec

CONTINUE LENDO
12 Mar 2020

Bons negócios e otimismo marcam a 44ª Fimec

Maior feira do setor na América Latina encerrou nesta quinta-feira (12), na Fenac, em Novo Hamburgo/RS

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização