Fimec 2021

Mercado: Exportações de calçados aumentam em abril

Mercado: Exportações de calçados aumentam em abril

 Mercado: Exportações de calçados aumentam em abril

Fonte: Abicalçados
 
As exportações de calçados podem estar entrando na rota da esperada recuperação. O dólar em patamares mais elevados, apesar da volatilidade cambial, já mostra efeitos nos embarques. No mês de abril, os calçadistas exportaram 8,4 milhões de pares por US$ 69 milhões, números superiores tanto em pares (11,7%) quanto em valores (0,8%) em relação ao mês quatro de 2015. Com isso, no quadrimestre, os exportadores somam 40,26 milhões de pares exportados por US$ 295,83 milhões, resultado 2,7% superior em pares e 4,6% inferior em valores na relação com igual período do ano passado.
 
Destinos

Para Heitor Klein, presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), a recuperação em mercados importantes para o calçado verde-amarelo é outro fato que permite projetar um ano melhor além-fronteiras.
 
Principal destino do produto nacional desde as primeiras exportações, na década de 70, os Estados Unidos importaram 4,47 milhões de pares por US$ 65,66 milhões nos quatro primeiros meses de 2016, números 22% superiores em volume e 17,5% maiores em dólares na relação com igual ínterim do ano passado.
 
Já a Argentina, que recuperou o segundo posto entre os destinos em 2016, registrou incremento de 102% nas compras de calçados, pagando 52% a mais pelos produtos nos quatro primeiros meses. Entre janeiro e abril, os hermanos importaram mais de 2 milhões de pares por US$ 25,73 milhões.
 
O terceiro destino no quadrimestre foi a França, para onde foram exportados 4,23 milhões de pares por US$ 19 milhões, queda de 0,1% em volume e incremento de 1,8% em dólares na relação com igual período do ano passado.
 
Estados
O principal exportador de calçados do Brasil segue sendo o Rio Grande do Sul, estado de onde partiu mais de 36% do total gerado em embarques no quadrimestre. Entre janeiro e abril, os gaúchos embarcaram 8,7 milhões de pares por US$ 127,33 milhões, número 48,2% superior em pares e 13% maior em receita na relação com igual período do ano passado.
 
O Ceará foi o segundo exportador do período, respondendo por 27% do total gerado no período. No quadrimestre, os cearenses embarcaram 15,27 milhões de pares por US$ 78,83 milhões, quedas de 5% em volume e 6% em dólares na relação com o ano passado. No terceiro posto, São Paulo respondeu por quase 14% do total gerado com embarques no período. Entre janeiro e abril, os paulistas exportaram 3,4 milhões de pares por US$ 36,16 milhões, 25,8% de incremento em pares e 15,8% de queda em receita na relação com igual período de 2015.
 
 
Para ter acesso aos dados completos acesse: http://www.abicalcados.com.br/midia/modulo-download/arquivos/14628142593337.pdf

Mais Notícias

02 Abr 2020

Governo adia para maio novo modelo de ICMS para empresas calç ...

Conversas para ajustes no texto do decreto foram paralisadas por causa da Covid-19. Prorrogação permite tempo para finalizar as alterações necess ...

CONTINUE LENDO
28 Mar 2020

Calçadistas se reinventam no combate ao coronavírus

Empresas catarinenses e gaúchas doam máscaras

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização