Fimec 2021

Projeto de curtume do Vale do Sinos reverterá compra de couro em alimentos, ração, material escolar ou plantio de árvores

Projeto W GeraAção: cada 500 metros de couro vendido na indústria gera uma ação social

Projeto de curtume do Vale do Sinos reverterá compra de couro em alimentos, ração, material escolar ou plantio de árvores

Atuando no mercado desde a década de 1990, um curtume de Dois Irmãos decidiu acreditar em um novo momento e se engajar com propósito e responsabilidade social, ambiental e econômica.

 

A Wellour Couros, de Dois Irmãos, criou o Projeto W GeraAção. A cada 500 metros de couro vendido na Wellour, uma ação social será realizada: pratos de comida, árvores plantadas, material escolar ou ração.

 

No primeiro quadrimestre do projeto, e em virtude da pandemia, se decidiu oferecer refeições para os gaúchos mais carentes. A cada 500 metros de couro vendidos na Wellour serão viabilizados 50 pratos de comida distribuídos em entidades previamente determinadas. “A nova geração de brasileiros merece melhores condições de educação, de ambiente e de alimentação. Existimos com propósito e responsabilidade social, ambiental e econômica”, explicam os diretores. As ações poderão ser acompanhadas pelas redes sociais da empresa, como no Facebook: https://www.facebook.com/WellourCouros e no Instagram @Wellour .


NOVA MARCA

O projeto da empresa se insere dentro de uma nova fase da Wellour. Há pouco tempo foi lançada a nova marca do curtume. Mais do que uma evolução de branding, foi o momento apropriado para revisitar os 26 anos de história da indústria.

 

Fundada pelo empresário Alceu Silva, o curtume segue ampliando presença nos mercados nacional e internacional com a participação dos filhos Dieison, Willian, Douglas e Nícolas

 


HISTÓRIA

A Wellour nasceu em 1994 produzindo artigos em camurça e nobuck, fator importante para a escolha do nome da empresa. Wellour vem da palavra veludo em francês, “velours”. Fazendo evoluções do nome para criar originalidade, o resultado do nome ficou como Wellour.

 

Em 2000, a empresa tomou rumos internacionais, progredindo no mercado de couros e tornando-se especialista em camurça especial.


Em 2011, foi adquirida a planta própria da empresa: uma área construída na principal avenida de acesso ao centro de Dois irmãos e que se encontra até hoje sob posse da Wellour Couros. O investimento também representou a contratação de cerca de 100 funcionários e amplitude de capacidade produtiva, suprindo as grandes demandas, conseguindo superar a crise e crescer.

 

Com a participação em feiras nacionais e internacionais e exposições na China e na Índia, foram fechadas novas parcerias. Em 2016, o curtume recebeu o Selo de Ouro da LWG (Leather Working Group), grupo que tinha como objetivo desenvolver e manter um protocolo que avalie a conformidade ambiental e capacidades de desempenho de curtidores e produtores de couro, e promove práticas empresariais ambientais sustentáveis e adequadas dentro da indústria do couro.


No ano de 2019, a empresa foi reconhecida pelo grande trabalho com as exportações e foi uma das empresas vencedores do 48º Prêmio Exportação RS, na categoria Destaque Setorial/Couros/Artefatos.

 

A Wellour Couros tem capacidade de produção de mais de 4 mil metros dia, e tem como tradição a excelência de peças em camurça e couro nobucado.

 

Matéria publicada no Portal Martin Behrend: https://www.martinbehrend.com.br/noticias/noticia/id/8498/titulo/projeto-de-curtume-do-vale-do-sinos-revertera-compra-de-couro-em-alimentos-racao-material-escolar-ou-plantio-de-arvores

Mais Notícias

29 Set 2020

Promotoras de feiras trazem programação de conteúdo qualifi ...

Atividade acontecerá no dia 05 de outubro, em formato 100% digital

CONTINUE LENDO
18 Set 2020

Participe do Brazilian Leather Webinar Series

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização