Fimec 2019 - Flyer Topo

Projeto do Senai-RS chega à fase dos protótipos e calce

Em seu desenvolvimento técnico, ação incluiu também a etapa de modelagem

Projeto do Senai-RS chega à fase dos protótipos e calce

Os calçados do projeto Participação do Senai-RS na Fábrica Conceito da Fimec 2019 começaram a se materializar. A iniciativa entrou em sua terceira fase, abrangendo as etapas de modelagem, protótipos e avaliação técnica de calce. O produto final – três versões de uma anabela criada por aluna do Curso Técnico de Design do Instituto Senai de Tecnologia em Calçado e Logística (IST Calçado e Logística) – será fabricado durante a Fimec 2019 – Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes.
 
Para atender a esta fase de desenvolvimento técnico do projeto, o Senai está utilizando sua estrutura física e de pessoal, que está disponível para as indústrias através dos cursos e dos serviços. Nesta etapa, a iniciativa conta com apoio de fornecedores de materiais e componentes, prática que normalmente acontece neste tipo de atividade. “O processo técnico é alinhado com a questão criativa, com o objetivo de se alcançar um resultado físico palpável, qual seja, o protótipo materializado do calçado”, afirma Elenilton Gerson Berwanger, analista de serviços técnicos e tecnológicos do IST Calçado e Logística, um dos profissionais responsáveis pelo andamento da iniciativa.
 
Formas
A produção de formas para o calçado do projeto Participação do Senai-RS na Fábrica Conceito da Fimec 2019 foi um trabalho conjunto entre o IST Calçado e Logística e empresa parceira da iniciativa. Berwanger explica que, nesta etapa de um projeto de calçados, deve-se ter atenção ao visual e às medidas da forma. Tudo para que, posteriormente, se tenha um produto com bons resultados em termos de estética e de calce. A partir do desenvolvimento da forma e do corpo de forma, o desenho do sapato é levado para o sistema CAD. “A partir daí, temos o projeto técnico, onde conseguimos extrair todo o conjunto de peças que farão parte do modelo”, explica o especialista do IST Calçado e Logística.
 
Modelagem técnica
Após a inserção de todo o projeto no sistema CAD, foi feito um detalhamento do produto, sendo relacionadas todas as necessidades técnicas e ajustes necessários. Desta modelagem técnica se avança para a confecção de protótipos, passando por vários ensaios. A parte de prototipagem envolve todo o processo produtivo do calçado – é simulado tudo que será feito em termos de produção, compreendendo desde corte, preparação, costura e solado, até a montagem e acabamento ,para que seja possível preparar e ajustar bem o projeto técnico adequando-o para posterior produção.
 
Análises
 
Juntamente com o desenvolvimento do projeto, o IST Calçado e Logística tem feito análises de qualidade dos materiais e de conforto do calçado pronto, em seus laboratórios de ensaios físicos mecânicos e de biomecânica.
 
Cada material utilizado no calçado passa por diferentes ensaios. Neste projeto, o couro teve a qualidade analisada pelo Instituto Senai de Tecnologia em Couro e Meio ambiente (IST Couro e Meio ambiente), enquanto os demais componentes são testados nos laboratórios do IST Calçado e Logística.
 
Já a análise de calce e conforto, também como ocorre no atendimento às empresas, foi feita em conjunto pela equipe técnica do Núcleo e Apoio ao Design (NAD) e o laboratório de biomecânica, o qual está preparado para realizar toda a gama de ensaios de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
 
Impressão 3D
 
A partir do modelamento do cabedal e do solado, no caso deste último, o IST Calçado e Logística fez a impressão 3D do protótipo em impressora própria - equipamento utiliza filamentos de ABS (termoplástico) ou PLA (ácido polilático) e está à disposição para prestação de serviços para empresas e uso dos alunos. “A impressão 3D permite verificar se o protótipo tem dimensões adequadas e com visual de acordo com o projeto. A partir do modelamento virtual, imprimimos a peça, possibilitando a análise mais detalhada do modelo. Se for o caso, estas avaliações nos dão base para possíveis ajustes no solado. Com tudo em conformidade, avançamos ao desenvolvimento da matriz. Esse processo garante economia de tempo, de investimento e de material”, comenta Berwanger.
 
Produção
 
Alunos do curso Aprendizagem Industrial do IST Calçado e Logística farão a montagem e acabamento do calçado em uma das cinco esteiras da Fábrica Conceito – com a fabricação de calçados em tempo real, a iniciativa do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefato (IBTeC), Coelho Assessoria Empresarial e Fenac, funciona como uma verdadeira indústria.
 
Serviço
 
Fimec
26 a 28 de fevereiro de 2019
Das 13h às 20h
Fenac - Novo Hamburgo/RS
www.fimec.com.br
 
Fomento ao empreendedorismo
 
Um dos parceiros do projeto do Senai-RS é o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). A gerente de operações da instituição, Thaise Graziadio, reforça a importância da parceria nesta iniciativa. “Unindo uma formação técnica de alta qualidade, uma estratégia organizacional voltada à inovação e um desenvolvimento comportamental adequado, você terá líderes que estimulam atitudes inovadoras, que inspiram suas equipes e fomentam o empreendedorismo”, sustenta Thaise.
 
A série
 
Composta por cinco reportagens, a série Indústria em Evolução demonstra o processo de desenvolvimento de um calçado. A terceira matéria veiculada, publicada nesta página, detalha a Modelagem, Protótipos e Avaliação Técnica de Calce do calçado que está sendo desenvolvido a partir do projeto Participação do Senai-RS na Fábrica Conceito da Fimec 2019. As demais reportagens abordarão, em ordem de veiculação: Desenvolvimento de Matrizes de Solado e Injeção de Solados; Corte de Calçados e Treinamento dos Alunos para Participação na Fimec 2019. A série Indústria em Evolução ilustra a iniciativa, desenvolvida pelas unidades Instituto Senai de Tecnologia em Calçado e Logística, Instituto Senai de Tecnologia em Couro e Meio ambiente, Instituto Senai de Inovação em Engenharia de Polímeros e Instituto Senai de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica. Estas instituições atuam na pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos e processos, consultorias tecnológicas, serviços laboratoriais e atividades educacionais (cursos aberto e treinamentos in company) em suas áreas de atuação.
 
Contam com equipe técnica multidisciplinar altamente especializada, infraestrutura laboratorial completa, equipamentos modernos e possibilidades de fomento ao desenvolvimento de projetos inovadores. Com o apoio da Fenac e Fimec e patrocínio da Isa Tecnologia e Instituto Euvaldo Lodi (IEL), a série é uma ação do Senai na Fábrica Conceito.


Texto e foto: Michel Pozzebon / Grupo Sinos
michel.pozzebon@gruposinos.com.br

Mais Notícias

09 Nov 2018

Curtume 4.0 será uma das novidades para a Fimec 2019

Em uma iniciativa inédita, feira permitirá que visitantes visualizem novas tecnologias do setor curtumeiro e tenham uma visão clara do processo pro ...

CONTINUE LENDO
06 Nov 2018

Marlos Schmidt é o novo presidente do SinmaqSinos

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização