Fimec 2022

Novo presidente do sindicato calçadista de Três Coroas diz que foco é na qualificação

Entrevista com João Batista Vargas de Souza, novo presidente do SICT aposta em feiras e em cursos

Novo presidente do sindicato calçadista de Três Coroas diz que foco é na qualificação

João Batista Vargas de Souza, 55 anos, assumiu o Sindicato da Indústria de Calçados, Componentes para Calçados de Três Coroas (SICTC). Natural de Caiçara e morador de Três Coroas, o engenheiro industrial é proprietário da Mulheres Sofisticadas Calçados, é casado e tem duas filhas. Sua gestão vai até 2024. "O Vale do Paranhana tem potencial e ele segue em alta. Nosso diferencial é o design e produto de valor agregado, temos produtos de qualidade", destaca Souza, que até 2021 era vice-presidente do SICT e é um dos mentores da Escola de Sapateiros, que fica em Três Coroas.

 

Jornal NH - Quais os planos para sua gestão?

Souza - A gente já vem fazendo um trabalho coletivo, o principal objetivo hoje é fortalecer o comercial das empresas. Vamos trabalhar com foco em feiras e eventos. Percebemos esta necessidade há mais tempo, temos produtos bons na cidade, mas temos que evoluir para vender mais, assim como fortalecer empresas para participar de feiras, vendo sempre a necessidade de cada um. Também queremos treinar gestores e focar no treinamento de mão de obra.

 

Jornal NH - E de que forma essa capacitação vai acontecer?

Souza - A ideia é focar em escolas e fazer treinamento de lideranças e profissionais e isso em todos os setores. Para que isso ocorra, vamos atuar com parcerias, como ACI, Senai, Faccat. Queremos focar em cursos direcionados para diferentes setores e fábricas de diferentes portes. Assim, abranger mais empresas.

 

Jornal NH - Como avalia o cenário do setor calçadista, impactado pelas dificuldades da pandemia?

Souza - O setor tem bastante oferta, porém muita instabilidade no fornecimento de matéria-prima. Tem situações que nos deixam inseguros, como a preocupação com grandes monopólios. Temos que fazer parcerias de compras, este é um projeto para o futuro. Mas o momento é positivo, de ascensão. Os pedidos estão chegando cada vez mais e 2022 deve ser um bom ano para o setor. O que buscamos especialmente em Três Coroas é trabalhar com produto de valor agregado. Isso requer mais preparo de mão de obra, por isso focaremos nas escolas.

 

Jornal NH - Ainda vivemos uma pandemia. Há receio de uma nova onda e mais impactos no setor?

Souza - Sofremos bastante com a pandemia mas agora o setor está mais preparado. Mesmo que venha uma nova onda, de modo geral, se sabe como agir, tanto clientes quanto a cadeia produtiva. Sabemos cuidados e a indústria sempre cumpriu todos os protocolos. E temos a vacinação que traz um amparo.

 

Jornal NH - Qual recado você daria para os associados?

Souza - Faço um chamamento para que participem da entidade, aproveitem os benefícios e reforcem a atuação. Vamos ganhar se todos participarem juntos. Tudo começa com investimento e depois se colhe frutos.

Fonte: Juliana Nunes/ Jornal NH

Mais Notícias

19 Jan 2022

Abertas as inscrições para o 18º Prêmio Lançamentos Fimec

Tradicional premiação que destaca as novidades em máquinas, couros e componentes para o setor coureiro-calçadista

CONTINUE LENDO
18 Jan 2022

Fenac recebe por dois dias a 14ª edição do Marcas Show

O evento é voltado exclusivamente para lojistas e terá cerca de 80 expositores

CONTINUE LENDO
VER TODAS NOTÍCIAS
Patrocínio
Apoio Institucional
Apoio Institucional
Realização

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.


Concordo